O Operário em Construção celebra 45 intensos e belos anos

18 de maio de 1977

18 de maio de 2022
O Operário em Construção
A 18 de maio de 1977 teve início uma longa viagem que celebra hoje os seus 45 intensos e belos anos.

Uma viagem pejada de histórias, de projetos, com muitas pessoas dentro e carregada de boas emoções e sentimentos.

Uma viagem que continua com foco, com objetivo e com muita determinação ... venham mais uns tantos.
Era ele que erguia casas
Onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas
Ele subia com as casas
Que lhe brotavam da mão.
Mas tudo desconhecia
De sua grande missão:
Não sabia, por exemplo
Que a casa de um homem é um templo
Um templo sem religião
Como tampouco sabia
Que a casa que ele fazia
Sendo a sua liberdade
Era a sua escravidão.

De fato, como podia
Um operário em construção
Compreender por que um tijolo
Valia mais do que um pão?
Tijolos ele empilhava
Com pá, cimento e esquadria
Quanto ao pão, ele o comia...
Mas fosse comer tijolo!
E assim o operário ia
Com suor e com cimento
Erguendo uma casa aqui
Adiante um apartamento
Além uma igreja, à frente
Um quartel e uma prisão:
Prisão de que sofreria
Não fosse, eventualmente
Um operário em construção.
Vinícius de Moraes

Adicionar comentário