Voltar à primeira página

Casa de Giestais

A Casa de Giestais, instalada em património integrante da A.T.C., visa ser uma casa de família dos seus utentes, procurando responder de forma integrada às carências daqueles que, por um ou outro motivo, não tinham quem lhes apoiasse nos seus derradeiros anos de vida e de solidão social, bem como das crianças em risco, que nos são encaminhadas pelos órgãos competentes. A Casa de Giestais deve ser um centro de vida, onde os utentes possam sentir-se realizados e felizes como pessoas.

A Casa de Giestais faz parte integrante da A.T.C. e por isso deve ser incentivada a participação livre dos utentes da Casa de Giestais nos espaços e nas actividades da A.T.C., nomeadamente no Colégio ATC, Centro Cultural e Desporto.

São objectivos da Instituição, assegurar as condições de bem-estar dos utentes e o respeito pela dignidade humana através da oferta de serviços eficientes e adequados, promovendo a sua participação activa na vida da Instituição.

São considerados utentes da Casa de Giestais as pessoas com idade igual ou superior a sessenta anos e as crianças com idade até aos dezoito anos.

Os interessados no serviço da Casa de Giestais deverão preencher uma ficha para marcação de uma entrevista de inscrição que será realizada, em função da urgência social e da disponibilidade previsível de vaga. O objectivo da entrevista da inscrição é o recolher informações que permitam fazer o estudo e avaliação técnica da situação individual, familiar e sócio-económica do interessado.

É preocupação da Instituição que o recurso aos serviços de Residência da Casa de Giestais seja feito apenas quando as respostas do Centro de Dia ou de Apoio Domiciliário não sejam possíveis ou adequadas, já que a admissão na Residência deverá ser sempre feita em último recurso, pois requer que a pessoa idosa abandone o seu meio natural e familiar.



As admissões são da exclusiva responsabilidade da Direcção. São condições gerais de admissão:


1) Não sofrer de doença contagiosa, mental ou alcoolismo crónico;

2) Havendo familiares próximos do idoso, nomeadamente filhos, com quem se relaciona normalmente deverá ser realizado entre estes, o idoso e a Instituição um “Contrato de Ligação Familiar”, onde se descrevam as acções que a família se compromete a realizar de forma a assegurar uma ligação afectiva com o idoso (regularidade das visitas, acompanhamento de saídas, incluindo aos actos religiosos, etc.). A A.T.C. dá importância à manutenção e aprofundamento dos laços familiares, em casos idênticos, será dada preferência aos interessados cuja família esteja disposta a assumir um “Contrato de Ligação Familiar”.



3) Até ao momento da Entrevista de Admissão, os interessados deverão apresentar os seguintes documentos:

a) Bilhete de Identidade e Cartão Contribuinte;

b) Cartão de Beneficiário da Segurança Social - NISS;

c) Cartão de Utente do SNS;

d) Atestado médico comprovando não sofrer de doença infecto-contagiosa, nem de perturbação psíquica;

e) Informação do médico de família ou assistente do interessado, no caso de estar a tomar medicação regular, que descreva o nome dos medicamentos e a respectiva posologia;

f) Certidão de nascimento narrativa completa. E no caso de se aplicar: certidão de casamento narrativa completa; certidão de óbito do cônjuge;

g) Lista de Bens e Declaração de Rendimento, conforme norma;

h) Documento ou documentos comprovativos dos seus rendimentos;

i)Declaração ou atestado que possam comprovar a situação económica, se lhe for solicitado;

j) Três fotos tipo passe actualizadas.


Menu » Residência de Idosos
Notícias » Residência de Idosos
Certificado: n.o 2007/GEP 2970
Certificado: nº 2007/GEP 2970
DIRECÇÃO-GERAL DO EMPREGO E DAS RELAÇÕES DE TRABALHO
Instituto do Emprego e Formação Profissional
Autoridade para as Condições do Trabalho
Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres